Especialistas x Generalistas: Quem vai levar a melhor nos próximos anos? - Jovens de Valor JBS : Jovens de Valor JBS
Deslize para baixo
Especialistas x Generalistas: Quem vai levar a melhor nos próximos anos?
14 de Maio de 2019

Jacob Morgan é o que podemos chamar de especialista em futuro, e ele tem uma opinião sobre a discussão que está ganhando seguidores: "Afinal, ser generalista ou especialista?" Existem prós e contras para as duas escolhas, mas a melhor ideia pode estar na letra T.

Diferenças entre generalistas e especialistas

Se algo precisa ser feito, um generalista normalmente pode fazê-lo razoavelmente bem e, assim, ser convocado em várias situações, o que pode ser muito útil se você é freelancer (ou quer justificar sua promoção). Mas ser "pau pra toda obra" também significa competência básica em várias tarefas, mas nenhuma realizada com primor.

Especialistas que se concentram numa habilidade e fazem isso incrivelmente bem. A vantagem de um especialista é que ele tem sua marca, as pessoas sabem que te procurar para resolver um problema dentro da sua expertise. A desvantagem é que, se a tarefa inclui algo além de sua especialidade, provavelmente será preciso repassá-la para outra pessoa.

A resposta está na letra T

Quem dominará o futuro do trabalho: generalistas ou especialistas? A resposta, para Jacob Morgan, é uma combinação de ambos - ou um conjunto de habilidades em forma de T. A linha superior do T é o conjunto de habilidades gerais que você conhece, mas não é expert. Então, vem a linha vertical do T, que é justamente aquele conhecimento específico, onde você destaca.

Aprender como aprender

No futuro do trabalho, a habilidade mais importante talvez seja: aprender como aprender. A quantidade de conhecimento disponível e as habilidades necessárias para ter sucesso no trabalho estão em constante mudança, e os melhores profissionais sabem 1) como encontrar as informações de que precisam (pesquisa) e 2) como aprimorar suas habilidades para estar no topo do jogo (estudo e prática).

Concluindo...

A abordagem em forma de T é uma boa forma de visualizar a questão. Construir uma base sólida de habilidades gerais e então se aprofundar em algo. Afinal, como falou o escritor, matemático e filósofo Georg Lichtenberg (note o espírito generalista), "quem entende só de física não entende nem de física". Vale notar: de todos esses conhecimentos, Lichtenberg escolheu se dedicar a um em especial: era um especialista em física experimental e professor na área.

O que fazer para relaxar depois das 18h

O quanto do seu tempo você dedica para você mesmo? Já parou para pensar que mesmo no seu tempo livre, você não está aproveitando? O mundo está mudando rapidamente e há sempre um novo fascinante desconhecido a ser decifrado. Aqui vão 6 coisas novas e não tão convencionais para fazer depois das seis horas. 1. […]

Continuar lendo...
Podcasts para ouvir a caminho do trabalho

Só não esquece de contar nos comentários qual desses podcasts você mais gostou. E se tiver alguma indicação, comenta também 😉 Como começar Desde “como começar a ouvir música clássica” até “como começar a ler Clarice Lispector” para você finalmente… começar. Milkshake Chamado Wanda  Tudo sobre cultura pop, com a participação de pessoas diversas e […]

Continuar lendo...
5 perfis para seguir no Instagram e se inspirar na carreira

Um post feito sob medida para você que estava procurando mais conteúdo relevante e menos tempo perdido no insta. @cortellaoficial Professor, escritor e filósofo brasileiro, amado por todos, ele posta pensamentos e questiona todos, sem exceção, perguntando: “Será?”. Bom para seguir e mudar ideias pré-concebidas. @vaniaferrari Palestrante, YouTuber e consultora brasileira. O seu bom humor […]

Continuar lendo...

Fique por dentro

Cadastre-se aqui para mais informações